Conhecendo um pouquinho do centro histórico de Lima

Conhecendo um pouquinho do centro histórico de Lima

Muita gente quando compra um voo pra Cusco, possui algumas horas de conexão em Lima, como eu tive, e aí dá pra fazer algumas coisas pela cidade enquanto aguarda o próximo voo. Somente tenha atenção, pois o trânsito é intenso e ninguém quer perder um voo, como já aconteceu comigo em Casablanca, Marrocos!!

Bom, depois de chegar ao Aeroporto Internacional Jorge Chávez e realizar todos os trâmites de imigração e despacho de malas (no meu voo elas não foram diretamente pra Cusco, tive que fazer outro despacho), tive algumas horas em Lima. Então decidi sair e ver um pouco da cidade.

Na saída do aeroporto, vários taxistas, não taxistas, ubers, não ubers, te abordam oferecendo passeios, tours rápidos e afins. Negociamos (estava acompanhado da minha prima e de uma amiga nossa) o valor com um chamado Freddy (Krueger – ok, a piada não foi boa, eu sei!) que nos levou no seu carro (sem ar, coitado e fazia um baita calor), nos deixou no centro, parou com a gente pra fazer câmbio (SE PUDEREM – EM CAIXA ALTA MESMO – FAÇAM CÂMBIO EM LIMA, É BEM MELHOR QUE EM CUSCO, DIFERENÇA POUCA MAS QUE NUM MONTANTE GRANDE FAZ UMA DIFERENÇA GRANDE) e depois combinamos o horário pra ele nos buscar e nos levar de volta ao aeroporto. E assim foi feito! Nos deixou no centro histórico e assim visitamos a  Plaza San Martin e a Plaza de Armas. E depois paramos pra almoçar!




Plaza San Martín

Espaço público com maior representatividade da capital peruana. O nome foi dado em homenagem ao libertador Don José de San Martín. Fica localizada bem no centro histórico de Lima e foi ali que comecei minha rápida visita pela cidade, observando o monumento ao libertador e os grandes prédios históricos rodeando a praça, área que foi declarada como Patrimônio Cultural da Humanidade, pela Unesco, em 1988.

E foi ali também que decidi parar nas casas de câmbio e verificar o melhor valor pra trocar meus reais. Quem tiver tempo pra visitar Lima, deixe pra fazer câmbio ali. Sempre bom, como já disse acima!

previous arrow
next arrow
Slider



Plaza de Armas

Também é conhecida como Plaza Mayor, é o local onde a cidade foi fundada, em 1535 por Francisco Pizarro. Hoje o local é considerado o coração da cidade e está, assim como a San Martín, rodeada de prédios históricos e igrejas. Aliás, existe um calçadão, chamado Jirón de la Union, cheio de restaurantes e lojas, que conecta a Plaza de Armas à San Martín, facilitando o acesso aos visitantes.

A praça já foi palco de grandes acontecimentos históricos, como touradas, execução de condenados pela inquisição espanhola e até mesmo a declaração de Independência do Peru, em 1821.

Ao redor da praça se encontram: O Palácio do Governo, Casa do Ouvidor, Catedral de Lima, Clube da União e o Palácio Municipal de Lima.
Como não tive tempo de visitar cada um desses prédios, dei uma volta pela praça, pois já estava perto da hora de voltar para o aeroporto para seguir rumo à Cusco, destino da minha viagem ao Peru.

previous arrow
next arrow
Slider



Culinária Peruana

Meu primeiro contato com a culinária peruana já foi em Lima, durante o rápido passeio pelo centro histórico. Lá eles tem o que chamam “menu turístico”, onde por um valor X você tem a entrada, prato principal e até em alguns casos a sobremesa. Geralmente esses pratos não chegam nem a 30 reais e a comida é muito saborosa!



Lembra que disse que o motorista voltaria para nos buscar? E voltou mesmo! Conforme combinado, ainda deixou o contato para quem se interessar e for ao Peru e precisar de motorista. Super de confiança e cumpre com o prometido, a quem interessar, segue abaixo seu contato:
Freddy: +51 989921381

Depois disso ele deixou a gente de volta ao aeroporto e seguimos pra Cusco, para começar (continuar) as aventuras no País!