Onde ficar, onde comer, o que fazer? Te conto aqui!

Onde ficar, onde comer, o que fazer? Te conto aqui!

De cara aviso que esse é um post muito pessoal! Mas acredito que você possa se identificar com algo e quem sabe eu não ajude de certa forma, hã?

Decidi relatar aqui onde fiquei, onde e o que comi e o que fiz durante o tempo que passei em Cusco. Então vamos começar!

Onde ficar

Depois de tanto pesquisar acabei encontrando (também através de recomendações) o Pariwana Hostel e RECOMENDO PIAMENTE.
Mas o que tem de bom?
Pra começar: A localização. Ele fica há poucos metros da Plaza de Armas e diferente de outros hostels que pesquisei e vi lá pessoalmente, você não tem que andar muito e subir muito pra chegar até ele e se tratando de Cusco, o menor esforço possível já ajuda muito pois você sente o cansaço devido à altitude.

Além da localização, o Pariwana Hostel é um ótimo lugar pra galera curtir também. O local oferece café da manhã, bar/restaurante com festas quase todas as noites, lockers nos quartos pra você poder guardar seus pertences, além de um locker na recepção (caso deseje deixar algo de valor) monitorado por câmeras 24h. Lá também tem um balcão de tours, onde você pode reservar todos os passeios por Cusco (acabou não sendo usado por mim pois reservei com outra agência) além do staff que te auxilia 24h por dia.





Pra quem gosta de festas, é um prato cheio pois quase todas as noites tem algum evento acontecendo: Seja Beer Pong ou alguma competição de quem bebe mais cerveja e no fim claro, DJ tocando vários hits e não deixando ninguém parado!



Além de ter cozinha no próprio hostel, para aqueles que gostam de fazer a própria comida, no Pariwana Hostel tem um restaurante (no mesmo local do bar e do café da manhã) com cardápio contendo vários pratos e bebidas. E foi lá um dos locais onde jantei, principalmente depois de ter feito passeios cansativos como Machu Picchu e a Laguna Humantay.

Onde comer

O bom de comer em Cusco é que a comida é relativamente barata. Você encontra um menu completo (entrada, prato principal, sobremesa e bebida) por um preço bem barato, beirando os 30 reais, fazendo a conversão. Dá pra economizar bastante no tocante à comida estando por lá. Mas também quis provar a culinária local (claro, não podia deixar de fazer isso) e fui a alguns restaurantes e hamburguerias:

1- Restaurante Fusiones (Endereço: Mantas 113 con Av. Galerias – 2ndo Piso):

Esse restaurante fica localizado bem no centro, na Plaza de Armas e oferece menu completo por menos de 30 reais. Provei Alpaca Saltada, prato local, bem delicioso!

2 – Restaurante Papacho’s (Endereço: Sta Catalina Angosta 115, Cusco 08000):

O papacho’s também fica localizado na Plaza de Armas e é um restaurante bem confortável e foi lá que me recomendaram quando perguntei onde encontraria um hambúrguer artesanal (um dos meus vícios) e não me arrependi. Atendimento bom e comida maravilhosa: Tudo o que gosto!!

3 – Jugeria Peru Juice (Endereço: Calle Marquez, Cusco 08000):

Restaurante/Lanchonete também localizado próximo à Plaza de Armas. Bom atendimento e pratos bem gostosos. Foi ali que comi pela milésima vez um prato bem popular por lá: Bisteck a lo pobre, uma espécie de bife à cavalo da gente aqui. Dessa vez com frango no lugar da carne bovina. O prato, além da carne, vem com banana frita, ovo frito, batata frita (ou seja, tudo frito), arroz. Delicioso!! E barato, como quase tudo em Cusco!

4 – Pizzaria Rock and Roll’os (Endereço: 211, Calle Marquez, Cusco):

Ótima pizzaria, vários sabores e excelente atendimento. Em toda viagem, não tem outro jeito: Eu tenho que provar pizza e hambúrguer, e dessa vez não foi diferente. Além da pizza tradicional ela também é servida em rolinhos, bem diferente! Recomendo a Pizza Havaiana (abacaxi e presunto). Deliciosa!

O que fazer

1- Free Walking Tour:

Como o hostel onde fiquei estava localizado bem próximo à Plaza de Armas, facilitou em dar umas voltas e explorar os arredores. Mas sempre recomendo a todos fazerem o Free Walking Tour. O tour sai todos os dias da Plaza de Armas e de antemão já recomendo a equipe com camiseta AZUL, foram recomendados pelo hostel e são muito bons. É um mergulho na história da cidade e acredito ser importante para conhecer o local antes de se aventurar nos outros passeios, como Machu Picchu por exemplo. O tour, como todo Free Walking e como o nome já diz, é de graça e você deixa uma gorjeta ao guia no final. Seja generoso, eles são muito bons!

O tour começa pela Plaza de Armas e é todo a pé.
No final ainda rola uma paradinha pra provar Pisco Sour, bebida típica peruana, também encontrada em outros países, como Chile. Cortesia do guia e é onde o tour termina com uma vista panorâmica da cidade.

2 – Mercado San Pedro:

Ótimo lugar para comprar aquela lembrancinha para a família, amigos, pessoa amada. Além de produtos, o mercado também possui uma imensa variedade de comidas, bebidas, vale a pena passar pelo menos umas 2 horas ali (e certamente você vai ficar mais tempo). Negocie sempre o preço, mas cuidado. Você vai entrar lá querendo uma camiseta e certamente sairá com três bolsas!! Até hoje não sei porque comprei dois baralhos com decoração de Machu Picchu! Eu tinha entrado ali somente para comprar camisetas e ímãs de geladeira.

3 – Dicas:

– O recomendado é quando você chegar à cidade, ficar pelo menos um dia sem fazer nada para se acostumar à altitude que realmente pega um pouco.
– Mascar bastante folhas de coca, ou ainda beber muito chá de coca.
– Descansar bastante assim que chegar à cidade
– Recomendo sempre fazer câmbio em Lima caso você tenha conexão na cidade. O câmbio no centro de Lima é sempre melhor que em Cusco, então se você tiver algumas horas em Lima, faça câmbio por lá.

PS: Não deixe de fazer selfie com a Alpaca. Ela adora dar beijo nos visitantes!!