Mutianyu: Como ir e aproveitar o melhor trecho da Muralha da China

A Muralha da China, ou Grande Muralha como também é conhecida, é a junção de vários muros que foram construídos para, dentre outros motivos, protegerem a China contra invasores.

Foi eleita uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno e atualmente, recebe milhões de visitantes em seus variados trechos, destacando: Badaling, mais próximo de Pequim porém bem cheio e o mais visitado pelos chineses, principalmente em feriados locais e Mutianyu, mais afastado de Pequim, porém é bem mais vazio. Ambos os trechos passaram por reformas e possuem estrutura para receber turistas.

Escolhi visitar o trecho Mutianyu. Preferi ir por conta própria e economizar, o que é sempre bom!

Como chegar

Para chegar até a Grande Muralha Mutianyu, o transporte público é o mais indicado. É só seguir esses passos:

  1. Pegar o metrô e fazer transferência (caso necessite) para a linha 2 e seguir até a estação Dongzhimen;
  2. Na estação sair pelo lado B (Exit B) para o terminal de ônibus Dongzhimen Station;
  3. Na estação, seguir para o lado norte (North Bus Platform) e pegar o ônibus 916 (regular ou expresso). O pagamento deve ser feito com dinheiro trocado, eles não devolvem troco;
  4. Após pegar o ônibus 916 desembarcar em Huai Rou Bei Da Jie (os letreiros dentro do ônibus indicam as paradas).

Após desembarcar certamente você será abordado por taxistas oferecendo serviço de transporte até a entrada e caso não aceite, você tem a opção de ir de ônibus até lá. Os ônibus h23 (o que peguei), h24, h36 são os ônibus que deixam próximo à entrada. Não tem erro, tem tanto turista indo que você certamente fará amizade e os chineses sempre ajudam na hora de saltar do ônibus, indicando o local correto. Ao desembarcar, fazendo tudo certo, você verá essas placas:

Placas indicando os acessos à Muralha
Entrada da Grande Muralha Mutianyu

Chegando na entrada da Grande Muralha Mutianyu você tem algumas opções: Ou pode comprar os ingressos (shuttle bus – teleférico – muralha – teleférico – shuttle bus), pode subir até o topo andando (nem pensar, mas tem gente que faz!) ou como eu fiz: Não peguei o ônibus (shuttle bus), fui andando até a entrada do teleférico e só aí comprei meu ingresso (teleférico – muralha – teleférico).

Após caminhar por 35 minutos cheguei até o ponto de embarque dos teleféricos. Comprei meus ingressos. E foi somente aguardar na fila para pegar o “bondinho” e subir. Cada um tinha a capacidade para 6 pessoas e demorou cerca de 5 minutos para atingir o topo.

Os “bondinhos” chineses
Subindo até o começo do trecho Mutianyu

Uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno

A construção da Muralha foi ordenada pelo primeiro imperador da China, Qin Shihuang e foi feita ao longo de quatro dinastias: Zhou (1046 a 256 a.C.), Qin (221 a 207 a.C.), Han (206 a.C. até 220 d.C.) e Ming (1368 a 1644) tendo essa parte mais de 8 mil quilômetros de extensão.


Em 2007, a Grande Muralha foi eleita uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, motivo também que me levou a ir até lá conhecê-la. Estar ali diante dessa construção milenar é surreal!
São quilômetros e quilômetros de subidas e descidas e muros que pareciam não terem fim.

 

Até hoje alguns fatos sobre a muralha geram discussões, principalmente sobre a extensão dela. Em sua totalidade são mais de 21000 quilômetros. Alguns trechos, originais e sem restauração já estão bem desgastados e outros já tem mais de 1400 anos de existência, que é o caso do trecho Mutianyu.

Visitar a Muralha é um sonho de qualquer visitante. Alguns cuidados devem ser tomados antes de ir, principalmente em dias quentes, pois o sol quente desgasta bastante então recomendo beber bastante água, ali é um sol pra cada visitante e comprar uma bebida seja qual for sai bem mais caro do que em qualquer outro lugar da China, custando quase um rim. Então se puder, leve água e uns salgadinhos na mochila pra não passar aperto!

 

Realizei um sonho estando ali, é inacreditável saber que estive em uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e numa construção milenar. Depois, realizado, desci e fiz o caminho de volta, que é exatamente o contrário do passo a passo relatado mais acima. Simples!

Sonho realizado! Mais uma Maravilha do Mundo na lista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *