Xangai em 4 dias: O que ver?

Xangai em 4 dias: O que ver?

Xangai é a maior cidade da China, possui uma população que passa da casa dos 24 milhões de habitantes. Coisa pra fazer por lá é o que não falta.

Começo dizendo que me arrependo de não ter ficado mais tempo. Sempre tem algo pra fazer e nunca conseguimos ver exatamente tudo. Porém, como passei apenas 4 dias na cidade, trago aqui o que vi e o que recomendo pra você não deixar de ver quando estiver por lá!

1- The Bund

Foi o primeiro lugar que visitei logo assim que cheguei ao hostel depois de ter passado horas no trem e de ter encarado o metrô lotado da cidade. Aliás, metrô é um meio de transporte super eficaz, assim como em Pequim!

Para chegar ao Bund basta caminhar, dependendo de onde você estiver, ou ir de metrô. A Linhas 2 ou 10 deixam próximo, só desembarcar na East Nanjing Road.

O nome ‘Bund’ significa, aterro ou cais aterrado. A área foi revitalizada e hoje é o point de Xangai É onde de um lado você vê o centro financeiro com prédios modernos, futuristas e do outro lado prédios históricos, de 1800, de estilo europeu. É um verdadeiro contraste onde passado e futuro se misturam, tornando a cidade ainda mais incrível.

Uma caminhada pela margem do rio Huangpu, nome do mesmo distrito de onde fica o Bund, esse calçadão de mais de 1km de extensão vale a qualquer hora do dia. A vista que se tem dali é de Pudong, o centro financeiro da cidade. Que ao entardecer seus prédios vão ganhando letreiros de led e ficando iluminados, tornando a visão de quem visita ainda mais impactante.

E quanto mais escuro o céu vai ficando, anunciando a noite que chega, mais luminosos ficam os prédios e arranha-céus da cidade. É lindo, a sensação de estar ali foi única, indescritível. Estar num lugar onde só via nos filmes e séries e eu estava ali, diante daquela maravilha, vendo os barcos passando de um lado pro outro e observando o movimento dos locais e tentando aproveitar o máximo o local.

A vista à noite é ainda mais espetacular!

2- Cidade Antiga

A história de Xangai começa bem lá atrás, no século XI, onde a cidade era praticamente toda cercada por muros, de 10 metros de altura e 5 quilômetros de comprimento, para proteção dos habitantes contra possíveis invasores.

Abaixo segue um mapa mostrando como era Xangai antigamente, cercada por muros que foram derrubados mais tarde, em 1912, por ordem do governo chinês.

Fonte: Site 360 meridianos

Para chegar até ela é bem fácil, dá pra ir caminhando, como fiz, ou de metrô, desembarcando na estação Yuyuan Station, pela linha 10.
Logo de cara já podemos observar o porque do nome, a arquitetura antiga ainda permanece, agora com a modernidade dos tempos atuais e contrastam com os prédios altos e tecnológicos que se observa do Bund, bem próximo dali da Cidade Velha.

Do lado de dentro o mercado de Xangai: O Yu Garden Bazaar, como também é conhecido: São lojas, restaurantes, casas de chá. Uma infinidade de coisas pra você se perder mesmo e passar boa parte do seu dia pechinchando coisas que você mesmo talvez nem precisasse comprar, mas pelos preços atrativos e uma negociação você pode sair dali com umas bolsas cheias de compras e uns yuans a menos!! E você vai precisar de paciência, pois as ruas estreitas do local são extremamente lotadas de pessoas!

Reserve pelo menos um dia inteiro para passear pelas ruas antigas da área, pelo Bazar e também pelo Jardim Yu, que ficam dentro da Cidade Velha. Eu particularmente gosto de observar os detalhes, os locais e me deixar levar pela atmosfera do momento. E realmente passei um bom tempo explorando os becos, templos e admirando a arquitetura antiga do mercado de Xangai. Ou Bazar, como eles chamam!

3- Yu Garden

Após percorrer um pouco das ruas da Cidade Velha, fui para o Jardim Yu, ou Yuyuan como também é conhecido.

São 2 hectares de um lindo jardim, talvez o mais bonito da China. Foi construído entre 1559 e 1577 sob as ordens de um funcionário público que queria unicamente um local de descanso para sua família.

Foi restaurado no começo do século XX e boa parte foi transformada no Bazar, que falei mais acima. O engraçado é que do lado de dentro do Jardim, a paz. Quando você sai já se depara com o mercado e aquela quantidade enorme de gente, um caos!

O significado de Yuyuan é paz e conforto, daí a calmaria lá dentro. É realmente impressionante e a cada passo que dava era uma exuberante visão da natureza e me perguntava como poderia existir tal lugar tão calmo dentro de uma cidade tão caótica e lotada como Xangai.

O que posso deixar de dica é: Tente chegar cedo e aproveitar o máximo do lugar, sente, respire fundo, observe os peixes nos lagos, aproveite e tire bastante foto, mas sem deixar de desfrutar do que está ali diante de você: Arquiteturas incríveis porém que mesclam com uma natureza incrível, uma paz sem igual e mesmo com a quantidade de pessoas que visitam, não tiram a beleza e naturalidade que o local permite ter.

4- Shanghai Tower

Inaugurado em 2015, esse é o prédio mais alto da China. Já chamou a minha atenção logo mesmo na primeira vez que cheguei ao Bund e olhei pra ele, que fica no distrito de Pudong, do outro lado do rio Huangpu.

São mais de 120 andares no alto dos seus 632metros de altura. Dali de cima você enxerga praticamente toda a cidade.

É um dos passeios mais legais pra se fazer estando na cidade. Para chegar até ele é fácil: O ingresso pra subir pode ser comprado do outro lado mesmo, abaixo do calçadão no Bund, onde se encontram as bilheterias e postos de vendas.

Para atravessar é só pegar o ferry e ficar atento ao horário do último para voltar. Quase me perdi e quase que perco o ferry também. Essas coisas só acontecem comigo!!

Já na ida, pelas grades da janela é possível observar o centro financeiro de Xangai se aproximando e aquele prédio imponente chamando a atenção de tudo e todos!

O mais legal a se fazer estando por lá é subir já perto da hora do sol se por. A vista lá de cima é incrível e eu só pude agradecer por estar ali naquele momento tendo aquela visão. O sol caindo e a cidade ficando iluminada. Um verdadeiro espetáculo!

5- Nanjing Road

Essa sem dúvida é uma rua onde você vai passar horas e horas do seu dia!

É a rua comercial mais famosa de Xangai, com shoppings, lojas, as maiores grifes do mundo, edifícios comerciais, restaurantes, lanchonetes e tudo mais o que você puder encontrar num centro comercial a céu aberto.

A rua conecta o Bund até a People’s Square (Praça do Povo – outro lugar que recomendo ir, apesar de ter apenas passado por ela) com uma extensão de cerca de 5km.

Aproveite pra explorar tudo, tirar bastante foto. Na dúvida, pegue um dos trenzinhos que passam pela rua transportando as pessoas. Já economiza um pouco da energia gasta.

E uma das coisas que sempre tive vontade de fazer em outro país e nunca havia conseguido era ir ao cinema. Aproveitei que estava por ali, procurei um pra ter a sensação de assistir a um filme fora do meu país e ver como os locais fazem esses programas mas convencionais, digamos.

Outra coisa bem legal que recomendo é você visitar a loja da M&M’s. É uma tentação!

Lá dentro você vai a Great Wall of Chocolate, a Grande Muralha de Chocolate. A vontade era trazer exatamente tudo pra casa!

Existe uma infinidade de coisas pra ver e fazer estando na Nanjing Road.

Recomendo também visitá-la à noite, quando os letreiros estão todos iluminados, tornando ainda a rua mais bonita e mais movimentada, com seus bares, cafés e restaurantes super agitados e tornando a noite de Xangai uma das melhores que já presenciei. Turistas e locais juntos aproveitando o que a vida tem de melhor!

Essas foram algumas das atrações que vi e locais que visitei  estando apenas por 4 dias na cidade. Uma das melhores que já estive e valeu muito a pena ter conhecido e certamente vai ficar na memória.

 

Outros posts:

Saiba como foi passar um dia na Disney chinesa, clique aqui para ver o relato completo.

Clique aqui também para ver o dia que passei na cidade de Suzhou, conhecida como a Veneza da China e que vale a pena a visita.