Porque Waterfront virou meu point em Cape Town

Porque Waterfront virou meu point em Cape Town

Existe uma explicação muito óbvia para (redundantemente) explicar o motivo pelo qual Waterfront virou meu point quando estive em Cape Town.
Vamos começar, claro, do começo!!

V&A Waterfront

O nome do local é uma homenagem à Rainha Victoria e seu filho Alfred, daí o V&A. O local, totalmente revitalizado, atrai anualmente mais de 20 milhões de visitantes.
Lembra muito o Boulevard Olímpico, no Rio de Janeiro, que foi inspirado inclusive no Waterfront.
Fica situado junto à costa da Cidade do Cabo, num complexo com hotéis luxuosos, condomínios residenciais, mercados de artesanato e comida, restaurantes, cafés, um shopping com mais de 400 lojas, um aquário (que acabei não indo, triste!), enfim, você vai achar tanta coisa pra fazer por lá que no final vai ter a certeza de que ficou faltando algo.

[WRGF id=1582]

E realmente faltaram coisas, não consegui fazer exatamente tudo, mais um motivo pra voltar lá! Mas o pouco que fiz relato abaixo:

Roda Gigante

É por ela que começo falando. Ao chegar no Waterfront já dei de cara com a Table Mountain (que vemos de toda a cidade) e a roda gigante. Ela tem 40 metros de altura e 30 cabines. E o funcionário dela foi tão legal comigo que me deixou ir duas vezes, porque na primeira eu já cheguei e pelo horário do embarque o sol já estava se pondo. E claro que voltei numa outra oportunidade e aproveitei ainda mais!

[WRGF id=1577]

Mercado de artesanato e comida

Outra coisa pra fazer no Waterfront é visitar o mercado de artesanato e aproveitar a arte local. Tem todo o tipo de produto e nos mais variados preços.
Quanto à comida, no mercado (Food Market) você encontra todo o tipo de doces em compotas, além de doces caseiros locais e outros vários salgados.

[WRGF id=1578]

Shopping, acesso à outras atrações e muito mais…

Dentro do shopping você encontra mais de 400 lojas (na sua maioria as grandes grifes), casas de câmbio e até uma loja Havaianas (muito mais cara que aqui, passe bem longe dela rs). Ainda perto de um prédio comercial fica a bilheteria para ir até a Robben Island, a ilha onde Nelson Mandela passou 18 anos encarcerado.

A vida noturna no Waterfront também funciona perfeitamente bem, muitos turistas e locais saem para jantar e aproveitam as luzes da cidade que dão aquele clima romântico na hora do passeio. Restaurantes é o que não falta ali na região.

Outra atração, infelizmente não visitada por mim na época que fui, é o Aquário, que certamente ficará pra uma próxima oportunidade.

Passeando pelo local você também encontra algumas molduras amarelas onde você pode fazer uma foto bem legal tendo como plano de fundo nada mais, nada menos que a Table Mountain. Em Waterfront você encontra uma perto dos restaurantes, há também uma perto da Torre do Relógio. Até na Robben Island tem uma, porém azul. Aproveite e não deixe de fazer uma foto bacana quando estiver por lá.

[WRGF id=1583]

Waterfront acabou virando meu point em Cape Town, creio que fui lá pelo menos umas 5 vezes durante o tempo em que estive visitando a cidade. É atração que não acaba mais e já quero voltar lá pra aproveitar o restante e depois encher esse post com mais coisa, porque atração por lá é o que não falta!

Waterfront é isso, é um local vivo, com música, não se assuste se você passar pela Torre do Relógio e encontrar uns rapazes tocando, ou passar numa outra parte e ver mais gente fazendo um som. O clima é espetacular e você certamente não vai querer sair de lá!